Japanologia: Palestra reforça que fuga de estereótipos enriquece estudos sobre o Japão e a cultura japonesa

Por Paula Cabral Gomes

japanologia1  

No dia 28 de outubro, o professor Doutor Victor Hugo Kebbe apresentou a palestra “Por uma Japanologia: diálogos e aproximações com o Japão e a Cultura Japonesa”, no Centro Cultural Aliança, em Pinheiros. O evento contou com a presença de alunos, professores, interessados e representantes de instituições divulgadoras da cultura japonesa no Brasil.

Antes da palestra, a professora Sofia Nanka Kamatani fez uma demonstração de furoshiki, divulgando um dos cursos presentes no Centro Cultural Aliança. Sofia levou amostras de furoshiki para embrulhar garrafas, ensinou a dar e desfazer o nó principal e mostrou como fazer uma bolsa resistente para ir às compras.

O professor anunciou que ministrará um curso relacionado ao tema em 2018, ressaltando a importância de desconstruir o que já foi escrito sobre o Japão e sua cultura, para estudos com um olhar mais apurados e atentos aos perigos dos estereótipos.

Kebbe é doutor em Antropologia Social pela UFSCar; exfellow de Japanese Studies/Intellectual Exchange da Japan Foundation (Tokyo, Japão); pesquisador associado da Faculdade de Educação da Shizuoka University (Shizuoka, Japão); pesquisador associado do Nanzan Anthropological Institute e do Nanzan Institute for Religion and Culture (Nagoya, Japão); e pesquisador membro do Japan Anthropology Workshops (Manchester, Inglaterra).

“Trazer a Japanologia para a Aliança é uma forma de retribuir o que eu aprendi na academia. São vários assuntos que interessam muito mais aos descendentes e ao próprio Centro Cultural Aliança do que para nós mesmos. É uma forma de devolver o que o pessoal tanto me ensinou. Essa foi uma oportunidade que eu tenho de retribuir”, declarou Kebbe.

O Japão, assim como outros países, é formado por diferentes povos, de diferentes origens, como, por exemplo, os ainu e as pessoas de Okinawa. Assim como a aceitação desse fato, mudanças de paradigmas tem ocorrido desde a década de 80, de maneira lenta, porém vêm se intensificando e ocupando cada vez mais blogs, canais no YouTube e pesquisas acadêmicas.

japanologia2

“Estudar seriamente a cultura japonesa é o mínimo que posso fazer. Respeitar o que os entrevistados relatam. Esse cuidado é uma questão de respeito. É olhar com carinho e afeto”, relatou Kebbe, reforçando que a cultura é dinâmica, pois as pessoas fazem as mesmas ações todos os dias e, naturalmente, estas vão se transformando. Ao final da palestra, o público fez perguntas ao professor e o presidente da Aliança, Yokio Oshiro, presenteou o palestrante com edições dos dicionários Michaelis Português-Japonês e Japonês-Português da Editora Melhoramentos, parceira da Aliança, como forma de agradecimento.

Para mais informações sobre Japanologia, acesse o site www.japanologia.com.

Tags:

Colaboradores
Centro Cultural Aliança:


















Calendário

novembro de 2017
domsegterquaquisexsáb
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
18/11 Curso de Furoshiki
19/11 Show Maiko Kozakura
30/11 Curso de Sumi-ê
02/12 Origami - Especial Fim de Ano
07/12 Curso de Sumi-ê
08/01 Curso Intensivo de Língua Japonesa

ACBJ - Aliança Cultural Brasil-Japão

Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade Vergueiro
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Vergueiro, 727 - 5 º andar
Liberdade - 01504-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-6630
Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade São Joaquim
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. São Joaquim, 381 - 6º andar
São Joaquim - 01508-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-9998 ou (11) 3209-6420
Centro Cultural Aliança
Unidade Pinheiros
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Dep. Lacerda Franco, 328
Pinheiros - 05418-001
São Paulo - Tel.: (11) 3031-5550



© Aliança Cultural Brasil Japão
Todos os direitos reservados
by hkl interactive media